"O Brasil mudou", diz Bolsonaro a empresários indianos
Presidente participou, nesta segunda-feira (27), do seminário empresarial Brasil-Índia, durante visita de Estado ao país asiático.

Editado/publicado em 27/01/20


Presidente Jair Bolsonaro durante café da manha de trabalho com empresários indianos - Foto: Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro declarou, durante café da manhã com empresários indianos, nesta segunda-feira (27), que o Brasil mudou para melhor desde que assumiu o governo e reafirmou o desejo de estreitar relações comerciais com a Índia.

"Confiem no Brasil. O Brasil mudou. E nossa aproximação com a Índia veio para ficar. Juntos, colocaremos essas duas grandes potências mundiais no lugar mais elevado, no podium da prosperidade", disse.

Para Bolsonaro, os números confirmam que a economia brasileira está no caminho certo e o país está cada vez mais atrativo para investimentos estrangeiros. "Nunca tivemos uma taxa de juros tão baixa, garantida pela meta, a confiança do Brasil vem aumentando. Uma grande prova é que, no ano passado, o Brasil passou a ser o 4º país em fluxo de recursos de fora para investimento", asseverou a empresários indianos.

Com o objetivo de aumentar a fluidez de novas relações comerciais, o governo brasileiro também tem promovido uma série de reformas. "Estamos desburocratizando, desregulamentando, simplificando regras", garantiu Bolsonaro.

Após o café da manhã, Bolsonaro, ministros e empresários brasileiros participaram do seminário empresarial Brasil-Índia, em que foram discutidas oportunidades de investimentos em infraestrutura nas áreas de transportes, mineração, energia, petróleo e gás natural.

O encontro foi o penúltimo compromisso da agenda de Jair Bolsonaro na visita de Estado ao país asiático. Desde a última sexta-feira, Bolsonaro está na Índia como convidado de honra para o Dia da República do país, celebrado nesse domingo. No sábado, participou de cerimônia de assinatura de atos que promoverão maior cooperação entre Brasil e Índia. Também foi recebido no palácio presidencial para um jantar em sua homenagem. Nesta segunda-feira, antes de voltar para o Brasil, visita o monumento Taj Mahal.

Mercado indiano

Empresas indianas respondem por cerca de US$ 6 bilhões de investimentos diretos no Brasil, sobretudo nos setores de infraestrutura, automóveis, químicos e tecnologia da informação. A Índia está entre os dez maiores investidores do Programa de Parcerias de Investimentos, do Governo Federal, por causa da área de transmissão de energia.

Em relação às empresas brasileiras, o volume de investimentos na Índia chega a US$ 1 bilhão e distribuem-se entre setores diversificados, como o de motores elétricos, automotivo, siderurgia, tecnologia da informação, automação bancária e comercial, mineração e equipamentos médicos.

“A Índia tem 1,3 bilhão de habitantes, então é um país que tem um potencial extraordinário, desafios enormes, experiências muito similares às nossas”, destacou o embaixador do Brasil na Índia, André Corrêa do Lago, em entrevista ao Planalto.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores (MRE), há potencial para ampliar as exportações brasileiras de carne de frango, frutas, óleos vegetais e algodão, produtos laminados de ferro e aço, instrumentos médicos e cirúrgicos, alimentos e bebidas, madeiras e móveis.

Missão empresarial

Uma delegação composta por 70 representantes de empresas brasileiras e de associações setoriais cumpre missão na Índia organizada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), em parceria com o MRE.

A agenda da missão incluiu o seminário Brasil-Índia, que contou com a presença de autoridades, empresários e investidores dos dois países. “Enxergamos ótimas oportunidades de negócios com o país e estamos trabalhando para promover a aproximação entre empresários brasileiros e indianos”, avaliou o presidente da ApexBrasil, Sergio Segovia.

Transações

A Índia é o quarto maior parceiro comercial do Brasil na Ásia. O fluxo bilateral atingiu US$ 7,02 bilhões em 2019 (valor na média dos últimos cinco anos). O país constituiu o 18º destino das exportações brasileiras e a sexta origem das importações.

Em 2019, o Brasil exportou para a Índia US$ 2,76 bilhões e importou US$ 4,26 bilhões. As importações brasileiras se concentram em produtos manufaturados, sobretudo químicos orgânicos e farmacêuticos, enquanto as exportações compreendem uma maioria de produtos básicos (46%) e semimanufaturados (35%), com destaque para combustíveis, minérios e produtos agrícolas.

Dentre os investimentos indianos no Brasil, destacam-se aqueles no setor de transmissão de energia, defensivos agrícolas e fabricação de veículos pesados. No sentido contrário, destacam-se investimentos brasileiros em setores como motores elétricos, terminais bancários e componentes de veículos pesados.

Fonte: Planalto/PR


Copyright © 2018 - Bicas News by Navearte - CNPJ: 23.987.662/0001-00 - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244 - MÍDIA LIVRE - JORNALISMO INDEPENDENTE