Homicídios caem 21% de janeiro a outubro de 2019, em comparação com o ano anterior
Mais de 8700 vidas foram preservadas no período.

Editado/publicado em 17/02/20

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, com fundamento nas planilhas do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético, de Digitais e de Drogas (Sinesp).

Dados oficiais mostram queda de 21,1% nos homicídios de janeiro a outubro de 2019, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Foram mais de 8700 vidas preservadas no período.

As informações fazem parte dos boletins de ocorrência dos estados e Distrito Federal, compiladas pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública pela plataforma Sinesp.

Os números mostram redução nos nove crimes registrados pelo Sinesp. Destaque para a redução de 38,5% nos crimes de roubo à instituição financeira.

De janeiro a outubro de 2019, os crimes de roubo seguido de morte (-23,1%), tentativa de homicídio (-6,5%), Lesão corporal seguida de morte (-5,2%), Estupro (-5,7%), Furto de Veículos (-12,2%), Roubo de carga (-22%) e Roubo de veículo (-26,6%) também tiveram redução na comparação com o mesmo período do ano anterior.

O Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético, de Digitais e de Drogas (Sinesp) é uma plataforma de informações integradas, que possibilita consultas operacionais, investigativas e estratégicas sobre segurança pública. As informações são validadas pela Senasp por meio dos boletins de ocorrência de todos os municípios, regiões administrativas, estados e do Distrito Federal.

Confira as estatísticas criminais no Link :


Com informações da (Ascom) - Ministério da Justiça e Segurança Publica


Copyright © 2018 - Bicas News by Navearte - CNPJ: 23.987.662/0001-00 - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244 - MÍDIA LIVRE - JORNALISMO INDEPENDENTE