Bicas - MG -

Com concessão das BRs-381/262/MG/ES,

investimentos em rodovias chegam a R$ 44 bilhões

Lançamento aconteceu na tarde desta quarta-feira (01/09), no Congresso Naciona.

Editado/publicado em 02/08/21


Estão previstos mais de R$ 7 bilhões para a ampliação da capacidade e da segurança de uma das rodovias mais perigosas do país. - Foto: Banco de Imagens

O Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, garantiu R$ 44 bilhões de investimentos privados para o setor rodoviário com o edital de concessão das BRs-381/262/MG/ES. Com o lançamento do edital de concessão das BRs-381/262/MG/ES, estão previstos mais de R$ 7 bilhões para a ampliação da capacidade e da segurança de uma das rodovias mais perigosas do país.

Desde 2019, o Governo Federal já assegurou mais de R$ 22 bilhões para cinco projetos rodoviários. Agora, garante praticamente o mesmo montante com a relicitação da Dutra, junto com a Rio-Santos, que acontecerá em outubro – quase R$ 15 bilhões a serem investidos e a concessão de mais 670 quilômetros de pistas entre Minas Gerais e Espírito Santo, em novembro.

“Hoje é um dia muito especial. Dia que a gente celebra uma conquista de muitos, de celebrar a mudança na qualidade da prestação de serviço ao usuário. Isso é tão importante que a duplicação do lote 7, já concluída, proporcionou uma redução de acidentes de 74%, e de mortes de 67%. Significa que as pessoas vão transitar em segurança, e que os maridos que são caminhoneiros vão poder sair de casa para trabalhar e a esposa em casa vai ter segurança que o marido vai chegar e pais não vão perder seus filhos”, avaliou Tarcísio Freitas.

O lançamento ocorreu na tarde desta quarta-feira (1), em cerimônia no Salão Negro do Congresso Nacional, com a participação do ministro da Infraestrutura, dos governadores de Minas Gerais, Romeu Zema e do Espírito Santo, Renato Casagrande, além de deputados federais e senadores dos dois estados.

CARACTERÍSTICAS

Pelo edital, o critério do leilão será híbrido, com uma disputa por menor tarifa com deságio limitado a cerca de 15%, seguido de maior valor de outorga como critério de desempate. É o mesmo modelo da BR-153/080/414/GO/TO e que também será aplicado para a disputa da Dutra. Além disso, também estão programadas inovações como o desconto de usuário frequente, para motoristas que trafegam diariamente entre municípios vizinhos, e a redução de 5% para veículos que utilizam qualquer sistema automático de pagamento – motos ficarão isentas de pagamento.

Entre as principais obras estão 402 quilômetros de duplicação, 228 quilômetros de faixas adicionais, 131 quilômetros de vias marginais, 130 retornos, 125 correções de traçado, 40 passarelas, pelo menos dois pontos de parada e descanso para profissionais do transporte rodoviário, além do contorno do município de Manhuaçu (MG), inclusive com a implantação de um túnel.

A licitação beneficiará diretamente diferentes setores produtivos tanto de Minas Gerais como do Espírito Santo, como pecuária, agricultura, mineração e pólos industriais e comerciais. E ainda atenderá o Vale do Aço, importante região composta por siderúrgicas, contribuindo com o setor automobilístico. A estimativa é de que a concessão gere cerca de 110 mil empregos (diretos, indiretos e efeito-renda).

“A gente vai celebrar a interligação econômica forte do estado de Minas Gerais com o estado do Espírito Santo, que tem uma vocação portuária notável. Nós vamos celebrar porque o Vale do Aço, importante pólo siderúrgico, vai ganhar uma melhor condição logística. Ganha Minas, ganha o Espírito Santo e ganha o Brasil!”, completou.

Fonte: Ministério da Infraestrutura - gov.br

Notícias mais recentes publicadas


Copyright © 2021 - Bicas News by Navearte - CNPJ: 23.987.662/0001-00 - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244 - bicasnews@bicasnews.com.br
O crédito ao Bicas News é obrigatório, exceto quando especificado ou para conteúdos reproduzidos de terceiros.