Bicas - MG -

Dia Mundial do AVC

hábitos de vida saudáveis são fundamentais para prevenção

Data busca conscientizar sobre a necessidade de uma vida saudável e do socorro imediato para a redução nas chances de sequelas.

Editado/publicado em 29/10/21


SES / Divulgação

Considerada a principal causa de incapacidade em todo mundo, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) é também, atualmente, a terceira maior causa de morte em Minas Gerais, atrás das doenças causadas por vírus, da hipertensão e diabetes. Nesse sentido, o Dia Mundial do Combate ao AVC, instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) neste 29 de outubro, busca destacar a importância da prevenção, tratamento e reabilitação.

Em 2021, até o mês de agosto, foram 2.785 óbitos em decorrência de AVC, enquanto no ano de 2020, foram 3.852 óbitos em decorrência da doença que pode, muitas vezes, ser evitada com um estilo de vida mais saudável e mudanças de hábitos, conforme aponta Monique Félix Ferreira, diretora de Atenção Hospitalar e Urgência e Emergência da SES-MG.

"Considerando que vários dos fatores de risco estão relacionados a uma vida saudável, recomendamos que para evitar a doença é necessário conhecer e, se possível, evitar seus fatores de risco, como pressão alta, diabetes e colesterol alto. Também é necessário praticar atividades físicas regularmente, manter uma dieta saudável rica em frutas e vegetais, com pouco sal, além de limitar o consumo de álcool e evitar o tabagismo”, destaca.

Sintomas e sinais de alerta

O Acidente Vascular Cerebral decorre da alteração do fluxo de sangue ao cérebro. Responsável pela morte de células nervosas da região cerebral atingida, o AVC pode se originar de uma obstrução de vasos sanguíneos, o chamado acidente vascular isquêmico – responsável por 80% dos casos de AVC – ou de uma ruptura do vaso, conhecido por acidente vascular hemorrágico.

Muitos sintomas são comuns aos acidentes vasculares isquêmicos e hemorrágicos, como:

- dor de cabeça muito forte, de início súbito, sobretudo se acompanhada de vômitos;

- fraqueza ou dormência na face, nos braços ou nas pernas, geralmente afetando um dos lados do corpo;

- paralisia (dificuldade ou incapacidade de se movimentar);

- perda súbita da fala ou dificuldade para se comunicar e compreender o que se diz;

- perda da visão ou dificuldade para enxergar com um ou ambos os olhos.

Para auxiliar na identificação dos primeiros sintomas e no socorro imediato ao doente, a referência técnica da Diretoria de Atenção Hospitalar e de Urgência e Emergência, Leticia Freitas, dá uma dica. “Lembre da palavra SAMU: primeiro Sorria e depois peça para que a pessoa doente dê um sorriso também. Se você notar que a boca ficou torta, é um sinal de alerta. Depois peça um Abraço e observe a dificuldade em erguer os dois braços. Peça para cantar uma Música, note a fala embolada e confusa. Por fim, procure um serviço hospitalar de Urgência ou ligue para o SAMU 192”, recomenda Letícia Freitas.

Ações da SES-MG

Em Minas, os programas Rede de Resposta às Urgências e Emergências e PROURGE têm como objetivo fortalecer as Portas de Urgência e Emergência, por meio de incentivo financeiro complementar às equipes assistenciais dos Hospitais e serviços equivalentes aos Hospitais.

Em 2020, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, por meio da Resolução SES/MG nº 7.169/2020, autorizou repasse excepcional de R$30,45 milhões a 21 hospitais de referência para o atendimento aos pacientes acometidos por AVC, para apoio e fortalecimento da Rede de Urgência e Emergência no Estado de Minas Gerais.

Neste ano de 2021, por meio da aprovação da Resolução SES/MG nº 7.522/2021, foram estabelecidas as estratégias de fortalecimento da Linha de Cuidado do Acidente Vascular Cerebral (AVC), que perpassam, entre outras, a comunicação social com foco na população para identificação de sinais e sintomas do AVC, a definição dos fluxos assistenciais, o fomento à ampliação das habilitações ministeriais de Centros de Atendimento de Urgência aos Pacientes com AVC, e subsídios para o tratamento farmacológico.

Nesse sentido, em setembro de 2021, a SES-MG instituiu política de incentivo ao custeio do medicamento Trombolítico, utilizado para tratamento do AVC em hospitais credenciados e não habilitados pelo Ministério da Saúde.

Saiba mais e previna-se!

No Sistema Único de Saúde (SUS), as equipes da Atenção Primária à Saúde desenvolvem ações de promoção e prevenção, divulgando junto à população hábitos de vida saudáveis, que ajudam a evitar os fatores de risco do AVC. Nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos municípios, as equipes buscam incentivar entre os usuários uma alimentação saudável, atividades físicas regulares, o controle do tabagismo e, além disso, realiza ações de atenção aos hipertensos e diabéticos. Procure a unidade básica de saúde mais próxima de você e informe-se!

Com informações da SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais

Notícias mais recentes publicadas


Copyright © 2021 - Bicas News by Navearte - CNPJ: 23.987.662/0001-00 - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244 - bicasnews@bicasnews.com.br
O crédito ao Bicas News é obrigatório, exceto quando especificado ou para conteúdos reproduzidos de terceiros.