Bicas - MG -

SUS realizou quase 60 milhões de atendimentos psicossociais

nos CAPS de todo o Brasil entre 2019 e 2021

Ministério da Saúde vai capacitar profissionais de saúde da Atenção Primária para facilitar a identificação precoce de transtornos mentais.

Editado/publicado em 11/04/22


Divulgação MS

O Sistema Único de Saúde (SUS) realizou, entre os anos de 2019 e 2021, quase 60 milhões de atendimentos em saúde mental nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) em todo o Brasil. E para ampliar o suporte dado à população, o Ministério da Saúde e o Hospital Albert Einstein vão capacitar os profissionais da Atenção Primária, porta de entrada do SUS, para identificação precoce dos transtornos mentais e sintomas relacionados, como ansiedade, depressão, surtos psicóticos, ideação suicida, crises de agitação e agressividade.

A capacitação será realizada em parceria com o Hospital Albert Einstein, por meio do instrumento chamado “Mental Health Gap Action Programme (mhGAP)” criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Trata-se de um protocolo que aborda o manejo integrado de condições prioritárias e mais comuns em saúde mental, com protocolos que auxiliam as equipes de saúde nas decisões clínicas.

Segundo o coordenador-geral de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas do Ministério da Saúde, Rafael Bernardon, a capacitação vai ajudar na identificação de novos casos e no encaminhamento ao sistema de saúde especializado para que o paciente inicie o tratamento adequado de forma mais rápida. Atualmente, o Brasil conta com 2.795 Centros de Atenção Psicossocial (Caps) em todos os estados e o Distrito Federal.

“É um protocolo básico para não especialistas, que utiliza algoritmos de diagnóstico de tratamento na atenção primária. O treinamento será feito com um manual de condutas para que o médico e a equipe de saúde apliquem em pacientes com queixas relacionadas à saúde mental e sintomas comuns. O Mental Health Gap é um programa de ação desenvolvido para reduzir as lacunas em saúde mental na APS. Daí vem o nome do programa. Entendemos ser fundamental essa capacitação que vai beneficiar diretamente a população”, contou.

Serviços no SUS

A assistência às pessoas com transtornos mentais é um direito de todos e é ofertada no SUS de forma integral e gratuita, em todo o Brasil. A identificação precoce dos sintomas que necessitam de cuidado é feita por meio da Atenção Primária à Saúde (APS), que é a porta de entrada do SUS. A Rede de Atenção Psicossocial (Raps) do SUS é quem organiza e estabelece os fluxos de atendimento para pessoas com transtornos mentais, e é composta por diferentes equipamentos, são eles:

- 48 mil Unidades Básicas de Saúde (UBS);
- 2.795 Centros de Atenção Psicossocial (Caps);
- 1.894 Serviços Hospitalares de Referência (Leitos em Hospitais Gerais);
- 13.219 Leitos em Hospitais Psiquiátricos;
- 801 Residências Terapêuticas;
- 183 Consultórios de Rua;
- 69 Unidades de Acolhimento (Adulto e Infanto-juvenil);
- 128 Equipes multiprofissionais de atenção especializada em Saúde Mental (AMENT).

Os serviços de urgências e emergências também atendem às pessoas com transtornos mentais e com problemas em decorrência do uso de álcool e outras drogas. Caso haja necessidade, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), a sala de estabilização, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) e os prontos-socorros estarão prontos para receber os pacientes que estiverem em crise aguda.

As equipes multiprofissionais de Atenção Especializada em Saúde Mental (AMENT), que funcionam como um “serviço intermediário”, também dão assistência à pacientes em crises. Nesse caso, o atendimento é dado a pessoas com transtornos mentais mais predominantes e de gravidade moderada, como ansiedade, depressão e transtorno afetivo bipolar, além de problemas em decorrência do uso de drogas.

Ministério da Saúde

Notícias mais recentes publicadas


Copyright © 2022 - Bicas News by Navearte - CNPJ: 23.987.662/0001-00 - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244 - bicasnews@bicasnews.com.br
O crédito ao Bicas News é obrigatório, exceto quando especificado ou para conteúdos reproduzidos de terceiros.Flag Counter