Ex-combatentes são homenageadas com a Medalha da Vitória
Ao todo, 302 pessoas, entre civis e militares, receberam a honraria.

Editado/publicado em 08/05/19


(Rio de Janeiro - RJ, 08/05/2019) Presidente da República, Jair Bolsonaro, concede Medalha da Vitória a ex-combatentes da Segunda Guerra. Foto: Andrea Lopes/PR

cento e trinta ex-combatentes militares receberam, nesta quarta-feira (8), a Medalha da Vitória, em reconhecimento à atuação brasileira durante a Segunda Guerra Mundial. Ao todo, 302 pessoas, entre civis e militares, foram homenageadas, em cerimônia no Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, conhecido como Memorial dos Pracinhas, no Rio de Janeiro. O evento marca o 74º aniversário do Dia da Vitória.

Durante o evento, o general do Exército Fernando Azevedo e Silva, destacou a importância da participação dos ex-combatentes brasileiros na Segunda Guerra Mundial para o restabelecimento da paz no mundo. "Fosse nas águas do Atlântico, nos campos de batalha da Itália ou nos céus da Europa, tivemos ali todo um Brasil representado", lembrou " É nosso dever preservar as conquistas que nos foram asseguradas pelos nossos antepassados, honrar a trajetória digna daqueles que lá estiveram e, acima de tudo...combater o bom combate e a paz acima de tudo", avaliou.

O presidente Jair Bolsonaro também louvou os pracinhas presentes na comemoração: "Nós temos sim herois no Brasil. Esses que estão ao meu lado são sim heróis da nossa pátria", disse. " [Eles] trouxeram para nós a esperança, a chama, a verdade e a certeza que esse Brasil gozará de liberdade e de democracia e, ao lado da disciplina, poderá um dia sim conseguir que todos nós obtenhamos ordem e progresso", afirmou.

Na chegada ao Memorial, o presidente Jair Bolsonaro foi recebido pelo comandante da Marinha, o almirante de Esquadra Ilques Barbosa Júnior. Bolsonaro passou em revista a guarda de honra, atribuiu a Medalha da Vitoria aos homenageados e depositou uma coroa de flores no túmulo do Soldado Desconhecido. Em seguida, houve toque de silêncio e uma salva fúnebre com 15 tiros de canhão disparados por embarcação da Marinha.

Outros homenageados com a Medalha da Vitória

Além dos pracinhas brasileiros, outros 139 militares, 31 civis e três organizações militares receberam a Medalha da Vitória. A honraria é concedida em reconhecimento à atuação de militares e civis que tenham contribuído para a difusão dos feitos da Força Expedicionária Brasileira, participado de missões de paz ou prestado serviços relevantes para o Ministério da Defesa. Os nomes de todos os agraciados podem ser conferidos nas Portarias nº 1.712/GM-MD e 1.713/GM-MD, publicadas no Diário Oficial da União nº 73, de 16 de abril de 2019, Seção 1.

Dia da Vitória

A data relembra o 8 de maio de 1945, quando as tropas do nazi-fascismo se renderam ao Alto Comando das Forças Aliadas e da antiga União Soviética. Neste dia, os representantes da Alemanha, na presença do Alto Comando das Forças Aliadas e do Alto Comando das Forças Armadas Soviéticas, assinaram em Berlim a ata final de rendição, que entrou em vigor a partir da meia-noite do mesmo dia. Mais de 25 mil militares da FEB fizeram parte dessa luta e ajudaram as Forças Aliadas a derrubar o nazismo.

Com informações do Ministério da Defesa - PR-Planalto

____________________________________________________________________________________________________________________________________

Bolsonaro celebra Dia da Vitória e ressalta ação das Forças Armadas
Ao lado de soldados veteranos da 2ª Guerra Mundial, o presidente Jair Bolsonaro disse, hoje (8),
"que o Brasil deve ser governado seguindo o exemplo de honra daqueles que lutaram em nome do país.
Feliz é a pátria que tem as suas Forças Armadas com o compromisso de lutar a qualquer preço por sua liberdade e por sua democracia”.


Tomaz Silva/Agência Brasil

Bolsonaro participou da cerimônia em comemoração ao Dia da Vitória, que celebra a vitória dos aliados sobre as forças nazifascistas, no Monumento Nacional aos Mortos da 2ª Guerra Mundial, no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro.

Para o presidente, “ao lado de pessoas de bem e patriotas, que têm na alma as cores verde e amarela”, é possível colocar o Brasil no lugar de destaque que ele merece. “Eles [jovens soldados] foram [para a guerra], muitos não voltaram, mas trouxeram para nós a esperança, a chama, a verdade e a certeza de que esse Brasil gozará de liberdade e de democracia e, ao lado da disciplina, poderá um dia conseguir com que todos nós obtenhamos ordem e progresso”, ressaltou o presidente em seu discurso.

Durante a cerimônia, também foi entregue a Medalha da Vitória, do Ministério da Defesa, a 300 pessoas e três instituições. A honraria homenageia militares das Forças Armadas, civis nacionais e estrangeiros e instituições civis nacionais, que contribuíram para difusão das ações e a atuação da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na Segunda Guerra ou que apoiaram o Ministério da Defesa no cumprimento de suas missões.

O presidente Jair Bolsonaro estava acompanhado dos ministros da Defesa, Fernando Azevedo; da Secretaria-Geral da Presidência, Floriano Peixoto, e do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno.

Fonte: Agência Brasil


Copyright © 2018 - Bicas News by Navearte - CNPJ: 23.987.662/0001-00 - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244 - MÍDIA LIVRE - JORNALISMO INDEPENDENTE