Professor da Faculdade de Direito, Hélio Bicudo morre aos 96 anos
Em 2000, Bicudo chegou ao cargo de presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos.

Editado/publicado em 31/07/18


O jurista Hélio Bicudo – Foto: Observador Político / YouTube via wikimedia Commons / CC BY 3.0

Nesta terça-feira, 31 de julho, morreu, aos 96 anos, Hélio Bicudo, professor da Faculdade de Direito (FD) da USP, em São Paulo. Ele foi fundador do Partido dos Trabalhadores (PT) — onde ficou até 2005 —, e um dos autores do pedido que resultou no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Nos anos 1970, quando era promotor, Bicudo enfrentou o chamado Esquadrão da Morte, organização paramilitar que agia em São Paulo, levando à condenação alguns de seus integrantes.

Como parlamentar, também contribuiu para a restruturação do Judiciário. A Emenda Constitucional 45 teve início com uma proposta apresentada por ele em 1992, com o objetivo de combater a lentidão, a ineficiência e a dificuldade de acesso à Justiça. Ele alegava que todas as instituições da República tinham sido objeto de atenção no “processo constituinte”, menos a Justiça.

Durante sua trajetória, Bicudo chegou ao cargo de presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, no ano 2000.

Fonte: Jornal da USP - Com informações do site Consultor Jurídico


Copyright © 2016 - Bicas News by Navearte - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244

Copyright © - Bicas News by Navearte