PRISÕES EM MIRADOURO

Editado/publicado em 06/05/19


Divulgação/PCMG

Nessa última sexta (03), a Polícia Civil de Minas Gerais deflagrou a primeira fase da operação “Nosferatus”, em Miradouro, que culminou no cumprimento de mandado de prisão temporária em desfavor de três suspeitos, de 34, 37 e 43 anos, que teriam envolvimento no duplo homicídio qualificado registrado no dia 19 de abril. Na ocasião, dois corpos foram encontrados carbonizados próximo ao Distrito de Itamurí. Conforme informações do Delegado Tayrony Espindola Borges, a identificação dos suspeitos foi possível por meio do trabalho de inteligência.

Policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da 4ª Delegacia Regional de Muriaé (4ª DRPC), bem como da Agência de Inteligência e da Delegacia de Repressão a Entorpecente da 4ª DRPC também cumpriram mandado de busca e apreensão que resultou na apreensão de armas, aparelhos celulares e outros objetos escondidos no interior do forro de gesso da residência do homem de 43 anos.

“O nome da operação faz referência ao Demônio da Noite, pois este suspeito se passava por empresário bem-sucedido durante o dia e, à noite, praticava crimes bárbaros”, explicou, complementando que investigações apontam que a esposa dele, a mulher de 37 anos presa durante a ação, teria auxiliado a destruir provas e a intimidar testemunhas.

Ainda segundo a autoridade policial, esse caso envolve duas vítimas – que seriam dois homens-, em processo de identificação. “Já existe a suspeita de que um deles teria a ligação com o PCC”, informou, concluindo que dentro de 60 dias o inquérito policial deve estar concluído e remetido à Justiça. As investigações prosseguem com a finalidade de apurar também a participação de outros envolvidos.

Com informações da Assessoria de Comunicação – PCMG – NOTÍCIAS-4DPC


Copyright © 2018 - Bicas News by Navearte - CNPJ: 23.987.662/0001-00 - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244 - MÍDIA LIVRE - JORNALISMO INDEPENDENTE