Flagrantes da Lei Seca aumentam em cidades pequenas de Minas
Interiorização das ações da Campanha Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida, que no fim de semana aconteceram em 53 cidades,
mudam a rotina de quem bebe e dirige fora da capital.


Editado e Publicado em 26-06-18

Divulgação - SESP

O fim de semana de blitze integradas da Lei Seca em Minas Gerais terminou com 3.459 motoristas abordados por ações da Campanha Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida, em 53 municípios de todas as regiões do Estado. Cidades até então com pouca rotina de abordagens diferenciadas contra a mistura álcool e direção como Várzea da Palma, Entre Rios de Minas, Antônio Carlos e Ouro Branco, por exemplo, tiveram motoristas conduzidos por crimes de trânsito, por estarem, segundo teste do bafômetro, com nível de álcool no sangue acima de 0,34 miligramas por litro de ar expelido (ver quadro). De acordo com a legislação, esses flagrados em crimes de trânsito têm a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) retida, pagam multa de R$2.934,70 e sofrem processo criminal.

Na avaliação da coordenadora do setor de trânsito da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), Christiane Aguiar, o aumento de operações em cidades de pequeno porte, onde até então não se tinha rotina de blitze específicas de Lei Seca - apenas abordagens policiais que poderiam resultar em multas e flagrante - deve aumentar os flagrantes de motoristas pela campanha em geral, “mas provocar, também, com o passar do tempo, mudanças de comportamentos do motorista das cidades de menor porte do interior”.

Outras cidades de médio porte, como Montes Claros, Uberlândia e Divinópolis também contaram com ações e seguem com alto número de abordagens. Neste fim de semana, os profissionais de Montes Claros, no Norte do Estado pararam o maior número de motoristas em blitze: 395. Aimorés, no Vale do Rio Doce e com 24 mil habitantes, abordou 252 condutores.

Já na capital, 126 motoristas foram parados em blitze da campanha Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida. Desse total, foram flagrados por infrações de trânsito, quando teor alcóolico acusado no bafômetro está entre 0,05 e 0,33 e cinco por crime. Ainda em Belo Horizonte, houve participação de militares do Corpo de Bombeiros Militar, em ações educativas. Eles distribuíram materiais informativos alertando para os riscos da mistura álcool e direção na ação realizada no entroncamento das BRs 356 e 040.

Na avaliação dos resultados das 53 cidades durante o fim de semana, além dos 3.459 abordados, foram flagrados 113 motoristas por infração de trânsito, 19 por crimes, e 147 inabilitados.

Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida

A Campanha “Sou Pela Vida. Dirijo Sem Bebida” foi implementada pelo Governo de Minas Gerais com foco principal na fiscalização e combate a alcoolemia. Também são checadas outras questões que podem contribuir com a segurança dos mineiros e com a segurança das vias, como a habilitação dos condutores, quem são e se tem impedimentos na Justiça, aspectos de conservação e manutenção dos veículos, entre outros pontos.

A campanha tem a coordenação da Secretaria de Estado de Segurança Pública, por meio da Subsecretaria de Integração, e conta com o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícias Rodoviárias Estaduais e Federais, BH Trans e Guardas Municipais de cidades parceiras.

Vale ressaltar que balanço divulgado recentemente pela Sesp mostra um crescimento de 43% nas abordagens de motoristas em blitze de Lei Seca pelas polícias, assim como uma queda de 24% no número de condutores flagrados cometendo crimes de trânsito.

Confira, na íntegra, a tabela: arquivo em PDF.

Com informações da SESP - Secretaria de Estado de Segurança Pública - MG


Bicas News by Navearte - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244