RESULTADO ELEIÇÕES MINAS GERAIS

Editado/publicado em 08/10/18



RESULTADOS

2º Turno

Presidente

Jair Messias Bolsonaro (Coligação Brasil Acima de Tudo, Deus Acima de Todos - PSL/PRTB)
Fernando Haddad (Coligação O Povo Feliz de Novo - PT/PCdoB/PROS)

Governador

Romeu Zema (Novo): 4.138.905 (42,73%)
Antônio Augusto Junho Anastasia (Coligação Construir Minas - PSDB/PSD/Solidariedade/PTB/PPS/PMN/PSC/DEM/PP/PTC/PATRI/PMB): 2.814.466 (29,06%)

Senador

Rodrigo Otávio Soares Pacheco (Coligação Construir Minas - PSDB/PSD/Solidariedade/PTB/PPS/PMN/PSC/DEM/PP/PTC/PATRI/PMB): 3.616.611 (20,49%)
Carlos Alberto Dias Viana Viana (PHS): 3.568.896 (20,22%)

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o eleitor pode fazer a consulta dos resultados das eleições:

Dirigentes do TRE ressaltam a confiabilidade do sistema eletrônico de votação

Em última coletiva antes do final da apuração, desembargador Rogério Medeiros destaca eficiência das urnas eletrônicas

Ao final do 1º turno das Eleições 2018, a avaliação da Justiça Eleitoral mineira sobre o dia de votação foi positiva. O vice-presidente e corregedor do TRE-MG, desembargador Rogério Medeiros, ressaltou no final da noite terem sido essas as “maiores eleições gerais da história” e “apesar de um pouco de distúrbios por causa das fake news, tudo correu dentro da mais absoluta naturalidade”. Opinião semelhante teve o presidente do Tribunal, desembargador Pedro Bernardes, que ressaltou mais cedo, durante a emissão simbólica do primeiro boletim de urna, na Escola Municipal Maria Modesta Cravo, em Belo Horizon,e que as eleições em Minas foram realizadas dentro da normalidade.

O presidente ainda afirmou que todas as ocorrências registradas “serão apuradas pelos órgãos competentes”. Os dois desembargadores – presidente e vice – do TRE mineiro garantiram a confiabilidade do sistema eletrônico de votação, lembrando as duas auditorias realizadas neste domingo nas urnas eletrônicas. “A Justiça Eleitoral sempre insistiu na confiabilidade das urnas eletrônicas. Em 22 anos, não houve nenhum caso de fraude comprovado”, afirmou o desembargador Rogério Medeiros.

Houve relatos de longas filas nos locais de votação, mas nada que impedisse o exercício do voto pelo eleitor. Todos os que chegaram nas seções eleitorais até as 17h puderam votar. A leitura dos dados biométricos dos eleitores causou, em alguns locais, filas maiores, mas a Justiça Eleitoral ressalta a importância da biometria, já que a identificação biométrica garante a autenticidade do voto do eleitor.

Em Minas, os três primeiros municípios a concluir a totalização dos votos foram: Maripá de Minas (42ª Zona Eleitoral), às 17h16’07’'; Pequeri (42ª Zona Eleitoral), às 17h26’07’’; e Josenópolis (120ª Zona Eleitoral), às 17h30’32’’.

Ocorrências

Foram registradas pela Justiça Eleitoral 487 substituições de urnas eletrônicas em Minas, o que representa 1,1% do total de urnas do estado. Em Belo Horizonte, foram 33 substituições (0,72%). As urnas foram substituídas devido a defeitos diversos, como problemas no teclado, no terminal do mesário ou no leitor biométrico.

De acordo com informações da Polícia Militar, houve 133 ocorrências, sendo 91 conduções (dentre eles, quatro menores apreendidos). O número é menor do que aquele das últimas eleições presidenciais, em 2014, quando foram registradas 518 ocorrências, sendo 166 prisões.

Em Minas, a totalização dos votos terminou às 23h03'56''.


Copyright © 2016 - Bicas News by Navearte - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244

Copyright © - Bicas News by Navearte