SES-MG inicia campanha para doação de órgãos
Em alusão ao Setembro Verde, Campanha de Conscientização para Doação de Órgãos e Tecidos pretende
chamar a atenção dos familiares sobre importância da doação.

Editado/publicado em 27/09/19

O Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos, comemorado nesta sexta-feira (27/9), é momento para refletir sobre a relevância da doação e como esse ato pode salvar vidas. Para isso, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), em parceria com a Central Estadual de Transplantes (MG Transplantes), deu início a uma campanha que busca incentivar o diálogo entre os familiares e que, nessa conversa, o desejo de doar seja mencionado, estimulando assim o processo de doação.

Atualmente, a recusa familiar é a principal causa da não doação de órgãos no país. Segundo dados publicados em junho deste ano pela Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), somente em Minas Gerais, a taxa de recusa foi de 37%. Na outra ponta, de acordo com o MG Transplantes, 4.077 pacientes se encontram atualmente na lista de espera por um transplante no Estado, sendo que desses, 2.808 aguardam por um transplante de rim, 1.104 por córnea, 57 por fígado e rim/pâncreas, 30 por medula, 18 por coração e 3 por pâncreas.


A Campanha

Com o intuito de diminuir a fila de espera e potencializar o número de doações, a Campanha de Conscientização para Doação de Órgãos e Tecidos, que se inicia neste mês, em referência ao Setembro Verde, se mantém durante todo o ano, com diversas outras ações, uma vez que o processo de conscientização deve ser constante. “Como forma de potencializar a campanha, serão realizados cursos com os profissionais de saúde, incluindo a Atenção Primária, para que o tema possa ser abordado em todos os níveis de complexidade assistencial do SUS”, afirmou o coordenador de Alta Complexidade da SES-MG, David Mello de Jesus.

Com a chamada: “Fale com a sua família. Doe órgãos!”, o foco da campanha é a comunicação entre o doador e seus familiares, já que serão esses últimos, de fato, os portadores da palavra final sobre autorizar ou não a doação, no momento oportuno. Em reforço a esse comando, foi criado um selo que funciona como marca da campanha, em que se destaca o símbolo de um coração com os dizeres “Doe órgãos doe vida. Avise sua família”. Esse selo será utilizado não apenas nas peças da campanha, como também pelos parceiros de Mobilização Social da SES-MG, incentivando as conversas sobre a doação.

“Será realizada uma grande campanha junto à população, durante todo o ano, para conscientizar sobre a importância de falar, no dia a dia, com os nossos familiares sobre o desejo de doar. Assim, cada um que queira praticar esse ato de solidariedade deve se manifestar em vida, informando aos familiares”, enfatizou David Mello de Jesus. “A intenção é mostrar que cada um pode fazer a diferença para que outras pessoas possam seguir em frente com suas histórias”, concluiu o coordenador. A campanha contempla peças como spot para rádios da Região Metropolitana de Belo Horizonte e interior, vinheta para TV Ônibus e TV Metrô, backbus e busdoor, flyers, VT para cinema e posts para redes sociais como o Facebook.

Plano Estadual

Na última semana, foi publicado o novo Plano Estadual de Doação e Transplantes de Órgãos e Tecidos de Minas Gerais. O objetivo do documento é reformular a política estadual de transplantes e, com isso, aumentar o número de doações de órgãos e tecidos, assim como o número de transplantes efetivamente realizados no estado de Minas Gerais. “Queremos, acima de tudo, incentivar a conversa entre as pessoas e entre seus familiares, para que seja informado o desejo de ser doador. “Ainda existem muitos mitos, como a necessidade de estar registrado na carteira de identidade ou por escrito que a pessoa quer doar seus órgãos. Ao contrário disso, basta deixar clara a sua vontade aos familiares. No momento certo, serão eles que irão autorizar a doação”, esclareceu o coordenador.

Outra mudança proposta pelo plano é que o MG Transplantes, hoje vinculado à Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), depois de estudos e projetos, passe a ser vinculado diretamente à SES-MG, possibilitando assim agilidade nas ações e, consequentemente, um aumento de captação e doações. O novo plano propõe também campanhas sobre doação de órgãos durante todo o ano e não somente em setembro; a implantação até 2023 dos transplantes de pulmão e transplantes cardiopediátrico e hepatopediátrico; a realização de capacitações para os profissionais que atuam na área da procura, captação e transplantes; além de aprimorar o acompanhamento com metas e indicadores para os serviços de procura e captação de órgãos.

Transplantes no Estado

Atualmente, Minas Gerais conta com 17 equipes de rim, 7 equipes de fígado, 4 equipes de coração e 2 equipes de pâncreas/pâncreas rim. Somente neste ano, entre janeiro e agosto, 1.497 transplantes foram realizados em Minas Gerais, sendo a córnea e a medula óssea os tecidos mais frequentes, com 725 e 122 transplantes, respectivamente. Já quanto aos órgãos que figuram entre os transplantes mais comuns, está o rim, com 425 transplantes e o fígado, com 102. Para mais esclarecimentos sobre o assunto, entre em contato com o MG Transplantes por meio do telefone 0800 2837183.

Saiba mais, acesse o Link:

DIVULGAÇÃO SAÚDE CIDADÃO


Copyright © 2018 - Bicas News by Navearte - CNPJ: 23.987.662/0001-00 - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244 - MÍDIA LIVRE - JORNALISMO INDEPENDENTE