SES-MG reforça a importância de crianças e gestantes se vacinarem contra a gripe
Em Minas Gerais, a cobertura vacinal para as crianças ainda está em 64% e das gestantes em 66% e a meta é de 90%.

Editado/publicado em 08/06/18


A Campanha de Vacinação contra a Gripe, iniciada em 23 de abril, foi prorrogada pelo Ministério da Saúde para até o dia 15 de junho. De acordo com a coordenadora de Imunização da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Eva Lídia Arcoverde, a decisão se deve aos impactos da paralisação dos caminhoneiros.

“Devido à falta de combustível, muitas esquipes de saúde não puderam se deslocar para realizar a vacinação em pessoas acamadas e da zona rural. Além disso, a população também ficou impossibilitada de ir até as Unidades Básicas de Saúde. Por isso, foi decidido em reunião realizada em Brasília, que contou com a participação de representantes da União, dos Estados e dos municípios, a extensão do período da campanha”, explica Eva Lídia Arcoverde.

Cobertura Vacinal

A meta é vacinar 90% do público que faz parte do grupo prioritário, o que representa cerca 5 milhões de pessoas. Conforme dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização (SIPNI), até o momento, a cobertura vacinal em Minas Gerais está em 80,5%. A coordenadora de imunização, no entanto, destaca que ainda não se pode considerar esse número como sendo positivo.

“Considerando-se que a campanha deveria ter se encerrado no dia 1° de junho e ainda não alcançamos a meta, é preciso reforçar o chamado para que as pessoas integrantes do público prioritário e que ainda não tenham se vacinado, compareçam à Unidade Básica de Saúde mais próxima para que possam se imunizar contra a gripe”, destaca Eva Lídia Arcoverde.

Dentre os públicos prioritários, crianças e gestantes são os grupos que apresentam, até o momento, coberturas mais baixas. “A cobertura para as crianças ainda é de 64% e, para as gestantes, de 66%. E é importante lembrar que nós estamos justamente no período em que há uma grande circulação do vírus da gripe e, inclusive, observamos um aumento no número de casos e de óbitos. Por isso, é fundamental que essas pessoas sejam imunizadas e se protejam da doença”, explica Eva Lídia Arcoverde.

Público prioritário

Devem se vacinar contra a gripe pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, povos indígenas aldeados, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), professores da rede pública e privada de ensino, pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas - e os funcionários do sistema prisional. As pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, também devem se vacinar.

Gripe em Minas Gerais

São três os principais vírus da gripe em circulação no país: o influenza A/H1N1, o influenza A/H3N2 e uma variante do influenza B. Até o momento, Minas Gerais registrou 81 casos de influenza e 11 óbitos.

É importante reforçar que a vacina disponibilizada Sistema Único de Saúde (SUS) é trivalente e protege contra esses três principais vírus da Influenza.

Assista vídeo com a coordenadora de Imunização da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Eva Lídia Arcoverde Medeiros:

Informe: SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais

Service Divulgação/Cidadão


Copyright © 2016 - Bicas News by Navearte - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244

Copyright © - Bicas News by Navearte