CLICK E VISITE A NAVEARTE CLICK E VISITE A NAVEARTE
CLICK E VISITE A NAVEARTE
CLICK E VISITE A NAVEARTE
CLICK E VISITE A NAVEARTE
Problemas com medicamentos? Registre no VigiMed
O novo sistema da Anvisa para notificação de reações inesperadas a medicamentos e vacinas, o VigiMed, está disponível há um mês, desde o dia 10 de dezembro.

Editado/publicado em 15/01/19


Atualmente, o VigiMed conta apenas com o Módulo Cidadão e Profissionais de Saúde. Por isso, neste período inicial de implantação, o VigiMed deve ser utilizado somente por cidadãos (usuários de medicamentos) e por profissionais de saúde não cadastrados no Notivisa.

Hospitais que compõem a Rede Sentinela da Anvisa e os Núcleos de Segurança de Paciente devem continuar utilizando o Notivisa. A transição entre os sistemas para a Rede Sentinela ocorrerá de forma gradual, no segundo semestre deste ano.

Importância da notificação

A comunicação voluntária de problemas com medicamentos e vacinas é um dos focos de atuação da Anvisa. Para isso, a Agência conta com a participação da população e dos profissionais de saúde neste registro de ocorrências, por meio do VigiMed.

Essa ação é importante para fortalecer o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS) e, consequentemente, para melhorar a segurança dos medicamentos comercializados no mercado brasileiro.

No caso de problemas ou eventos adversos com o uso do medicamento, é importante notificar principalmente as reações graves: aquelas que resultam em óbito, risco de morte, hospitalização, prolongamento da hospitalização, anomalia congênita e incapacidade persistente ou permanente, além de reações não descritas na bula. Para isso, não é necessário ter certeza de que o medicamento é a causa da reação. A suspeita é suficiente.

Após a comunicação do problema com um desses produtos, a Anvisa identifica, avalia e monitora a ocorrência dos eventos adversos relacionados ao uso dos medicamentos comercializados no mercado brasileiro. O objetivo do monitoramento é garantir que os benefícios do uso dos medicamentos sejam maiores que os riscos causados.

Novo sistema

A adoção do VigiMed como novo sistema de notificação de problemas com medicamentos e vacinas é resultado de uma parceria da Anvisa com o Uppsala Monitoring Centre (UMC) da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O UMC é um centro vinculado à OMS que operacionaliza o Programa de Monitoramento Internacional de Medicamentos.

Objetivo

O VigiMed é disponibilizado pela Anvisa para cidadãos e profissionais de saúde relatarem eventos adversos a medicamentos e vacinas, contribuindo para a avaliação de segurança dos medicamentos.

Entre as principais vantagens do sistema, estão:

- Não há necessidade de cadastro prévio;
- Melhoria do processo de envio de notificações pelos usuários e o recebimento dessas informações pela Anvisa;
- Disponibilização de funcionalidades mais modernas para avaliação das notificações pela farmacovigilância;
- Geração facilitada de informações para tomada de decisão e para divulgação ao público externo.

O que pode ser considerado evento adverso?

Qualquer ocorrência médica indesejável devido ao uso de medicamentos, tais como:

- Reações adversas ou nocivas;
- Erros na administração do medicamento;
- Uso abusivo;
- Ausência ou redução do efeito esperado (inefetividades terapêuticas);
- Uso com finalidade diferente do indicado na bula (off label);
- Reações causadas por medicamentos utilizados durante a gravidez e amamentação.

.

Com informações da ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária


Copyright © 2018 - Bicas News by Navearte - CNPJ: 23.987.662/0001-00 - Praça Rui Barbosa, 33 - Centro - Bicas - MG - CEP: 36600-000 - TEL: (32)3271-2244 - WhatsApp: (32) 98862-2244 - MÍDIA LIVRE - JORNALISMO INDEPENDENTE